Arquivo para janeiro, 2013

“Hoje vocês farão um trabalho em grupo!” Quando os alunos escutam isso muitos ficam super agitados! Outros não se sentem tão à vontade e acabam até ficando um pouco tímidos, mas é sempre agitado! “De quantos, professora?” E as cadeiras começam a se arrastar pela sala, um grita de um canto da sala para convidar o outro a fazer o trabalho junto! Uma festa! Mas acabado o momento de euforia, os grupos já formados inicia-se o processo de aprendizagem coletiva!

Na escola as crianças não devem simplesmente “aprender pensamentos, devem aprender a pensar”. E a construção desse conhecimento não é feito pela passividade, elas recebem informações e aprendem, se não elas só aprenderam a entender o que o outro fala, mas sem produzir algo que tenha mais valor, que possa ser novo e acrescentar ao conhecimento.

A atividade em grupo os alunos têm a oportunidade de discutirem e pensarem juntos soluções para o problema apresentado pelo professor ou criarem algo interessante. Tudo pelo diálogo, pela conversa, pela argumentação. Eles aprendem a ouvir o que o outro tem a dizer, a falar de maneira que possa convencer os colegas que a ideia dele é boa. Passam por situações de aprovação e também de desaprovação.

Quem pensa que trabalho em grupo é uma atividade para “enrolar” a aula ou que é para uma pessoa do grupo fazer o trabalho para o grupo todo está equivocado! Trabalhar em grupo é fundamental para o amadurecimento da criança e do jovem que está se desenvolvendo. É importante para que eles tenham noção de que não estão sozinhos, que fazem parte de uma sociedade em que cada um desempenha um papel fundamental, que se não for bem feito pode prejudicar não apenas a si mesmo, mas a todo um grupo de pessoas, a muitos amigos e mesmo a atividade em si!

Que livro eu devo ler? Quais os livros que caem no vestibular? A leitura de qual texto a professora pedirá na prova? Muita gente acha que a resposta a essas perguntas é a indicação perfeita da leitura que mais poderá ser aproveitado em favor da obtenção de boas notas, do aprimoramento da redação e da garantia de passar no vestibular. Mas será que isso é verdade?

Já pararam para pensar por que tem muita gente que não gosta de ler? Por que no tempo livre as pessoas não pegam, voluntariamente, um livro para ler sem motivo nenhum? Talvez seja porque a leitura é sempre vista como uma obrigação e não como algo prazeroso. Se um livro não é capaz de nos sacudir, provocar, emocionar, nos fazer pensar… por que lê-lo? Qual a vantagem em fazer algo que não gostamos? Muita gente responderá: você precisa disso para a sua formação! Precisa ler para passar no vestibular, para ir bem na escola. Mas… e depois? E depois que nos formarmos, entrarmos na faculdade, nos formarmos de novo… passaremos a vida inteira nos enganando? Fingindo que temos uma boa bagagem de leitura de livros que sequer gostamos?

Será que não há nenhum livro que você se identifique? Nem mesmo um gibi, mangá? Se você gosta de livros de aventura porque deixá-lo de lado? As pessoas podem aprender a gostar de ler e assim criarem um hábito, mas para isso é preciso não inibir uma leitura que para elas sejam proveitosas. Para que ter preconceito com livros? Temos sim que ler livros que nos “mordam e piquem” para depois avançar em leituras mais complexas, de gêneros que a princípio não nos chame atenção. Só assim é possível transformar pessoas que lêem em leitores! O hábito vem com o gosto e o gosto vem com a motivação, não com o medo nem com a obrigação!

O que você faria se caísse no vestibular um assunto que você nunca viu antes? Muitas pessoas têm dificuldades para escreverem sobre assuntos que não são do dia a dia e mesmo sobre assuntos que elas nunca pararam para pensar. A insegurança na hora de escrever sobre um tema sempre bate, ainda mais quando é algo que não estamos acostumados a discutir.

Mas é importante lembrar que o que deve ser levado em consideração na hora de escrever uma redação não é o conhecimento pleno sobre o assunto que foi pedido, a forma e a pesquisa por informações são mais importantes do que o seu real conhecimento sobre o assunto

Escolhemos para colocar no nosso blog o vídeo de um aluno cego que tem que escrever sobre as cores das flores. Vale muito a pena assistir, pois mostra que se uma criança for motivada por seus professores e colegas e tiver vontade ela consegue escrever sobre o que quer que seja. Pode, a princípio, parecer impossível falar de algo que nunca se viu e que talvez nunca vá ver, mas a busca por informações faz com que vejamos o invisível a nossos olhos através das palavras.

Ser desafiado por um tema que pode parecer difícil é importante para o amadurecimento intelectual, pois faz com que os alunos busquem respostas para suas perguntas. A formação de pesquisadores e não reprodutor de informações é o que há de mais relevante e desafiador para os professores.

Quando um tema de redação é dado permite-se que o aluno faça buscas, a internet muitas vezes é o primeiro meio que eles irão buscar, o vídeo mostra isso também, mas muitos conseguem sair do senso comum, conseguem pegar informações e transformá-las em uma excelente redação! E em situações em que não é possível acessar a internet, a coletânea funcionará como o “Google” mostrando algumas informações básicas para quem não faz ideia do que tratar sobre determinado tema. Depois de assistirem ao vídeo reflitam se vocês são ou não capazes de criarem uma belíssima redação!

 

 

Certa vez perguntei a um cego, que havia perdido a visão quando ainda criança, se ele sonhava, e olhando em minha direção ele disse com um sorriso gentil que sim. Poderia inclusive sonhar comigo aquela noite, mas seus sonhos não eram mais com imagens, eram como ele sentia o mundo… Lembrei-me disso hoje, dia 04 de janeiro, porque hoje é o dia Mundial do Braille. Em 1825, o Sistema Braille foi inventado por um jovem cego, Louis Braille, e possibilitou que cegos pudessem ter a possibilidade de ler e escrever a um dos modos que eles sentem o mundo, através da sutileza dos pontos em alto relevo sentido pelo tato.
Já algumas vezes me imaginei cega, fechava o olho e saia tateando a casa para ver se conseguiria chegar da cozinha ao quarto de olhos fechados e, com medo de esbarrar em algo, abria de esgueira os olhos, só para dar uma olhadinha… O “e se eu fosse cega” durava apenas alguns minutos, pois logo descobria que ia ser bem chato ou no mínimo assombroso ter a visão coberta pela escuridão negra ou branca do não enxergar.
Existem várias causas para a cegueira, ela pode ocorrer por questões físicas e até mesmo psicológicas, mas a cegueira experimentada pelos cegos pode ser assombrosa inicialmente, mas com a maturidade e a aceitação percebemos que de fato ter ou não ter visão por mais que seja difícil lidar com isso, ainda é algo contornável. O que é realmente assombroso e dá medo não é não enxergar cores e formas é não fazer com que uma pessoa que não enxerga não seja vista pela sociedade por pessoas que supostamente deveriam enxergá-la. O assombro se dá com o descaso que muitas vezes a sociedade tem com os cegos, o Braille foi um grande passo para a inserção dos cegos na sociedade, na educação, e na conquista de mais autonomia por aqueles que não têm a visão.
Selecionei um poema para que vocês vejam como a cortesia dos cegos pode ser grande e emocionante, após lerem o poema peço que pensem se a sociedade pode corresponder com eles com a mesma gentileza, pois o homem pode sobreviver sem enxergar, mas não pode viver ser cortesia, gentileza, arte e uma forma boa de sentir o mundo.

A CORTESIA DOS CEGOS
O poeta lê seus versos para os cegos.
Não esperava que fosse tão difícil.
Sua voz fraqueja.
Suas mãos tremem.
Ele sente que cada frase
está submetida à prova da escuridão.
Ele tem que se virar sozinho,
sem cores e luzes.
Uma aventura perigosa
para as estrelas da poesia,
para as manhãs, o arco-íris, as nuvens, os neons, a lua,
para o peixe tão cintilante sob a água
e o falcão tão alto e quieto no céu.
Ele lê-pois já não pode parar-
sobre o menino de casaco amarelo num campo verde,
telhados vermelhos que se contam no vale,
números irrequietos na camisa dos jogadores
e a desconhecida, nua, na fresta da porta.
Ele gostaria de omitir-embora seja impossível-
todos os santos no teto da catedral,
a mão que acena do trem em partida,
a lente do microscópio, o anel e seu brilho,
as telas de cinema, os espelhos, os álbuns de
fotografia.
Mas é enorme a cortesia dos cegos,
admirável a sua compreensão, a sua grandeza.
Eles escutam, sorriem e aplaudem.
Um deles até se aproxima
com o livro de cabeça para baixo
pedindo um autógrafo invisível.

Wislawa Szymborska

material escolar

Um novo ano letivo já está chegando. O ano de 2012 ainda nem acabou mais precisamos nos programar para a próxima etapa de nossas vidas e da vida de nossos filhos.

E para já deixar todos cientes estamos divulgando a lista de material para 2013.

RELAÇÃO DE MATERIAL INDIVIDUAL – 6º Ano

  Descrição

Qtde

  Apontador com depósito

1

  Borracha  macia

1

  Caderno universitário 50 folhas (Espanhol)

1

  Cadernos universitários 100 folhas (Mat, Ciê, Port, Geo, Hist,, Ing)

6

  Caixa de lápis de cor com  12  cores

1

  Calculadora de funções simples

1

  Caneta esferográfica azul

1

  Caneta esferográfica preta

1

  Caneta esferográfica  vermelha

1

  Caneta marca texto (cor clara)

1

  Cola em bastão grande

1

  Estojo com zíper

1

  Etiquetas

24

  Folhas de Papel Vegetal A4 (geografia)

10

  Lápis grafite nº 2 ou 1 lapiseira com grafite B ou 2B        1
  Pastas catálogo com 20 plásticos cada (1 Port e 1 Geral)

2

  Régua cristal 30 cm

1

  Tesoura

1

  Sugestão: pen-drive e garrafa de água (squeeze)

1

  Obs. Não aconselhamos o uso de fichário para alunos dessa série

   

  Dicionário de Português

  Sugestões: Michaelis. Minidicionário da Língua Potuguesa. Ed. Melhoramentos

Miniaurélio. Ed. Positivo

1

   

  Livro de Gramática (de autoria opcional)

Gramática Reflexiva – Volume único  (de acordo com a nova ortografia)

Autor: William Roberto Cereja e Thereza Cochar Magalhães

Ed. Saraiva/Atual

   

  Dicionário de Espanhol

Ed. Longman para estudantes: Esp./Port.-Port/Esp.

Ed. Longman Pearson (compra deverá ser solicitada na Escola)

   

  Dicionário de Inglês

Dicionário Longman para estudantes brasileiros de inglês – Port./Ing.- Ing./Port. (acompanha CD)

Ed. Longman Pearson (compra deverá ser solicitada na Escola)

   

  Atlas Geográfico

  Atlas Geográfico Espaço Mundial (ISBN: 85-16-03688-X)

Autor: Graça Maria Lemos Ferreira. Ed. Moderna

   

  Geoatlas: edição reformulada e atualizada ISBN: 8508106262)

Autor: Maria Elena R. Simieli. Ed. Ática

RELAÇÃO DE MATERIAL INDIVIDUAL – 7º Ano

  Descrição

Qtde

  Apontador com depósito

1

  Borracha  macia

1

  Caderno universitário 50 folhas (Espanhol)

1

  Cadernos universitários 100 folhas (Mat, Ciê, Port, Geo, Hist,, Ing)

6

  Caixa de lápis de cor com  12  cores

1

  Calculadora de funções simples

1

  Caneta esferográfica azul

1

  Caneta esferográfica preta

1

  Caneta esferográfica  vermelha

1

  Caneta marca texto (cor clara)

1

  Cola em bastão grande

1

  Compasso com adaptador para grafite

1

  Estojo com zíper

1

  Etiquetas

24

  Folhas de Papel Vegetal A4 (geografia)

10

  Lápis grafite nº 2 ou 1 lapiseira com grafite B ou 2B        1
  Par de esquadros de 45° e 60° de plástico transparente e sem graduação, tamanho médio        1
  Pastas catálogo com 20 plásticos cada (1 Port e 1 Geral)

2

  Régua cristal 30 cm

1

  Tesoura

1

  Transferidor de plástico transparente de 180°

1

  Sugestão: pen-drive e garrafa de água (squeeze)

1

  Obs. Não aconselhamos o uso de fichário para alunos dessa série

   

  Dicionário de Português

  Sugestões: Michaelis. Minidicionário da Língua Potuguesa. Ed. Melhoramentos

Miniaurélio. Ed. Positivo

1

   

  Livro de Gramática (de autoria opcional)

Gramática Reflexiva – Volume único  (de acordo com a nova ortografia)

Autor: William Roberto Cereja e Thereza Cochar Magalhães

Ed. Saraiva/Atual

   

  Dicionário de Espanhol

Ed. Longman para estudantes: Esp./Port.-Port/Esp.

Ed. Longman Pearson (compra deverá ser solicitada na Escola)

  Dicionário de Inglês

Dicionário Longman para estudantes brasileiros de inglês – Port./Ing.- Ing./Port. (acompanha CD)

Ed. Longman Pearson (compra deverá ser solicitada na Escola)

   

  Atlas Geográfico

  Atlas Geográfico Espaço Mundial (ISBN: 85-16-03688-X)

Autor: Graça Maria Lemos Ferreira. Ed. Moderna

   

  Geoatlas: edição reformulada e atualizada ISBN: 8508106262)

Autor: Maria Elena R. Simielli. Ed. Ática

RELAÇÃO DE MATERIAL INDIVIDUAL – 8º Ano

  Descrição

Qtde

  Apontador com depósito

1

  Borracha  macia

1

  Caderno universitário 50 folhas (Espanhol)

1

  Cadernos universitários 100 folhas (Mat, Ciê, Port, Geo, Hist,, Ing)

6

  Caixa de lápis de cor com  12  cores

1

  Calculadora de funções simples

1

  Caneta esferográfica azul

1

  Caneta esferográfica preta

1

  Caneta esferográfica  vermelha

1

  Caneta marca texto (cor clara)

1

  Cola em bastão grande

1

  Compasso com adaptador para grafite

1

  Estojo com zíper

1

  Etiquetas

24

  Folhas de Papel Vegetal A4 (geografia)

10

  Lápis grafite nº 2 ou 1 lapiseira com grafite B ou 2B        1
  Par de esquadros de 45° e 60° de plástico transparente e sem graduação, tamanho médio        1
  Pastas catálogo com 20 plásticos cada (1 Port e 1 Geral)

2

  Régua cristal 30 cm

1

  Tesoura

1

  Transferidor de plástico transparente de 180°

1

  Sugestão: pen-drive e garrafa de água (squeeze)

1

   

  Dicionário de Português

  Sugestões: Michaelis. Minidicionário da Língua Potuguesa. Ed. Melhoramentos

Miniaurélio. Ed. Positivo

1

   

  Livro de Gramática (de autoria opcional)

Gramática Reflexiva – Volume único  (de acordo com a nova ortografia)

Autor: William Roberto Cereja e Thereza Cochar Magalhães

Ed. Saraiva/Atual

   

  Dicionário de Espanhol

Ed. Longman para estudantes: Esp./Port.-Port/Esp.

Ed. Longman Pearson (compra deverá ser solicitada na Escola)

 

  Dicionário de Inglês

Dicionário Longman para estudantes brasileiros de inglês – Port./Ing.- Ing./Port. (acompanha CD)

Ed. Longman Pearson (compra deverá ser solicitada na Escola)

   

  Atlas Geográfico

  Atlas Geográfico Espaço Mundial (ISBN: 85-16-03688-X)

Autor: Graça Maria Lemos Ferreira. Ed. Moderna

   

  Geoatlas: edição reformulada e atualizada ISBN: 8508106262)

Autor: Maria Elena R. Simielli. Ed. Ática

RELAÇÃO DE MATERIAL INDIVIDUAL – 9º Ano

  Descrição

Qtde

  Apontador com depósito

1

  Borracha  macia

1

  Caderno universitário 50 folhas (Espanhol)

1

  Cadernos universitários 100 folhas (Mat, Ciê, Port, Geo, Hist,, Ing)

6

  Caixa de lápis de cor com  12  cores

1

  Calculadora de funções simples

1

  Caneta esferográfica azul

1

  Caneta esferográfica preta

1

  Caneta esferográfica  vermelha

1

  Caneta marca texto (cor clara)

1

  Cola em bastão grande

1

  Compasso com adaptador para grafite

1

  Estojo com zíper

1

  Etiquetas

24

  Folhas de Papel Vegetal A4 (geografia)

10

  Lápis grafite nº 2 ou 1 lapiseira com grafite B ou 2B        1
  Par de esquadros de 45° e 60° de plástico transparente e sem graduação, tamanho médio        1
  Pastas catálogo com 20 plásticos cada (1 Port e 1 Geral)

2

  Régua cristal 30 cm

1

  Tesoura

1

  Transferidor de plástico transparente de 180°

1

  Sugestão: pen-drive e garrafa de água (squeeze)

1

   

  Dicionário de Português

  Sugestões: Michaelis. Minidicionário da Língua Potuguesa. Ed. Melhoramentos

Miniaurélio. Ed. Positivo

1

   

  Livro de Gramática (de autoria opcional)

Gramática Reflexiva – Volume único  (de acordo com a nova ortografia)

Autor: William Roberto Cereja e Thereza Cochar Magalhães

Ed. Saraiva/Atual

   

  Dicionário de Espanhol

Ed. Longman para estudantes: Esp./Port.-Port/Esp.

Ed. Longman Pearson (compra deverá ser solicitada na Escola)

 

  Dicionário de Inglês

Dicionário Longman para estudantes brasileiros de inglês – Port./Ing.- Ing./Port. (acompanha CD)

Ed. Longman Pearson (compra deverá ser solicitada na Escola)

   

  Atlas Geográfico

  Atlas Geográfico Espaço Mundial (ISBN: 85-16-03688-X)

Autor: Graça Maria Lemos Ferreira. Ed. Moderna

   

  Geoatlas: edição reformulada e atualizada ISBN: 8508106262)

Autor: Maria Elena R. Simielli. Ed. Ática

  • (16) 3336 5333
  • |
  • contato@pueridomusararaquara.com.br
  • |
  • Avenida Vespaziano Veiga, 500 - Vila Harmonia
  • |
  • Araraquara - SP
Powered by WSI