Arquivo para março, 2014

No dia 27 de março é comemorado o Dia do Circo. Não se tem uma data precisa sobre a origem do circo, mas segundo a revista Mundo Estranho, o primeiro circo conhecido foi o Circus Maximus,  no século VI a.C., com capacidade para 150 mil  pessoas e tinha como atração principal as corridas de carruagens, lutas de gladiadores, animais selvagens e outras atrações.

Na Idade Média, surgiram os artistas mambembes que faziam malabarismos, e artistas que atuavam como bufões ou encenavam peças de teatro nas feiras livres ou na entrada das cidades.

O circo como conhecemos surgiu por volta de 1770,  quando Philip Astley,  um ex-militar inglês e adestrador de cavalos, descobriu que quando os cavalos corriam em círculo eles atingiam uma velocidade maior e decidiu  fazer disso apresentações para o público. Para isso ele criou um palco, dando origem ao picadeiro, um palco circular utilizado até hoje.

Foi Astley também que determinou o tamanho do picadeiro em 13 metros de diâmetro, medida utilizada até hoje. Além disso, suas apresentações iniciaram o modelo de circo como conhecemos, pois ele incrementou as apresentaçãões dos cavalos contratando saltimbancos e palhaços e começou a viajar por toda Inglaterra e depois a França onde fez grande sucesso: era o começo dos circos internacionais.

Nos espetáculos circenses são comuns o uso de malabaristas, domadores de leão, mágicos,  shows com cavalos e outros animais, além dos palhaços e globo da morte (motos correndo dentro de um globo).

Os circos mais conhecidos pelos brasileiros são Circo Thiany,  Circo Bartholo, Circo De Roma, Circo Di Romênia (do Mário Stankowich), Circo Garcia, Circo Real Moscow, Circo Stankowich, Circo Vostok, Circo Tihany e o Cirque du Soleil. Este último só com dançarinos e música, sem animais.

Os palhaços são um espetáculo a parte no Circo, tanto que muitos transcenderam os espetáculos circenses  e fazem parte do imaginário de adultos que o conheceram como o Palhaço Carequinha,  Arrelia, Torresmo e os atuais Atchim & Espirro e Patati & Patatá.

Qual a lembrança que você tem do circo?

 


Em uma tradução literal, o título do post de hoje é:  jogos para garotas. Afinal, game também é coisa de menina.  E tem menina que joga muito!

O vídeo game é bom para treinar a coordenação motora, desenvolver a criatividade, fazer exercício e melhorar o raciocínio, mas deve ser usado com moderação, ou seja, nada de ficar grudada no vídeo game. Afinal, tem família, amigos, estudo, tarefa, passeios e muitas outras coisas para curtir  longe do console.

Como todos sabem, há games para todas as plataformas: TV, computador, tablet e smartphones. A tecnologia móvel permite que até no celular você possa se entreter com joguinhos. Que o diga o  salvador, Angry Birds, para aqueles momentos em que você está sozinha sem os amigos, não?

Preparamos algumas dicas para você. Claro que muitas delas, vocês já devem até conhecer e ter batido recorde de pontuação.

Para iniciantes – o site Jogos de Meninas tem muitos joguinhos fáceis e básicos para quem quer começar no universo gamer, como o Rhino Rink para derrubar rinocerontes por cor, o Teste Emoji – um jogo que você brinca e testa seu inglês -  ou o Design You Shoes – para você brincar de designer e criar o sapato dos seus sonhos entre muitos outros que oferecem.

Existem jogos para todos os gostos. Para quem gosta de moda tem  o It Girlque simula compra roupas  para ir super produzida à escola – , para quem gosta do seriado Glee tem o Karaoke Revolution Gleepara soltar a voz  sozinha ou com a turma ,  para quem gosta de maquiagem tem vários no Ojogos. Já no  Girl Go Games,  além de moda, tem jogos de culinária, pintura, pets e muitos outros.

Para as gamers  jogos clássicos são Mario Bros,  Guitar Hero , Cute the Rop e Minecraft, Candy Crush, Plants vs Zumbi,  não é? Tem alguma outra dica que não mencionamos? Deixe nos comentários.

 

No dia 15 de março é comemorado o Dia da Escola. Um dos locais mais importantes para nossas vidas e formação profissional.  Depois da família , a escola é o segundo grupo mais importante na vida de todos, pois é na escola que adquirimos não só conhecimento, mas o traquejo social  e o respeito ao próximo, fatores essenciais para convivermos em sociedade.

É também na escola que está a maior parte de nossas memórias afetivas. Não há nada comparado com o momento em que escrevemos pela primeira vez ou quando começamos a  decifrar as palavras, assim como, ao fazermos amigos.

Além de aprender curiosidades e informações importantes que irão resultar na nossa escolha profissional., é na escola que ocorre a identificação de uma ou várias disciplinas que nos orientam para o primeiro passo para a profissão que iremos escolher e da qual irá depender o nosso futuro.

Mas, você sabia que apesar da palavra escola ter ligação com estudos e responsabilidades o significado da palavra tinha outro sentido? Contraditório, não é? “Escola” vem do grego skholê, que significava  ”descanso, repouso, lazer, tempo livre”, pois na Grécia antiga, só quem não fazia trabalho braçal tinha tempo livre para se dedicar aos exercícios físicos e mentais.

Tudo o que acontece na escola é pensado pela Diretoria, Coordenadores Pedagógicos, professores e colaboradores para que você tenha a melhor experiência, tanto de conhecimento cultural, como pessoal,  durante todo o tempo em que se dedica aos bancos escolares, pois cada fase do seu aprendizado tem uma necessidade específica e a escola cuida disso com a maior atenção e cuidado.

Sem contar que a escola acaba sendo um local até do encontro de pessoas que podem criar um relacionamento e constituir família. É muito comum que os pais queiram que os filhos estudem nas mesmas escolas que eles, pois criaram um vínculo emocional com a instituição que foi tão importante desde a sua infância até a escolha da profissão.

Parabéns para o Pueri Domus que mantém diariamente o compromisso com a construção do conhecimento e de valores éticos tornando nossos alunos, cidadãos do mundo, capazes de sonharem, criarem e realizarem.

Já faz 157 anos desde que em  08 de março de 1857,  mulheres americanas empregadas em uma fábrica de vestuário têxtil fizeram um protesto em Nova Iorque para melhores condições de trabalho e salários mais altos. O protesto, seguido de greve, foi reprimido com violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada e causou a morte de  aproximadamente 130 operárias.

Somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, foi determinado  o dia 8 de março como o  “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857, e em 1975 foi criado o decreto que oficializou a data, pela ONU (Organização das Nações Unidas).

E o que mudou desde então? Apesar de não ser um regime de trabalho de igualdade total para homens e mulheres, o mercado de trabalho melhorou muito e vai melhorar mais ainda, permitindo não só melhoria salarial, como uma maior mobilidade dentro das profissões.
Por exemplo, as profissões mais ocupadas pelas mulheres são:

Gerente de Recursos Humanos

  • Atendimento Call Center
  • Secretária
  • Professora
  • Maquiadora/Produtora
  • Estilista
  • Áreas da saúde: Enfermeira, Nutricionista, Fisioterapeuta, Dentista,

 

Porém, não se engane, existem mulheres ocupando funções masculinas como :

  • Taxista
  • Bombeira
  • Policial Civil e Militar
  • Engenheiras
  • Arquitetas
  • Piloto de corrida
  • Piloto de avião
  • Motorista de ônibus
  • Construção Civil

Dados do IBGE de 2013, mostram que menos de 14% dos cargos de diretoria das 500 maiores empresas do Brasil são ocupadas pelo sexo feminino. Além disso, a participação das mulheres chega a 45,1% nas microempresas, contra uma média de 31,8% nas médias e grandes

Nas grandes empresas a desigualdade é ainda maior. Menos de 14% dos cargos de diretoria das 500 maiores empresas do Brasil são ocupadas pelo sexo feminino.

Embora o destaque feminino seja menor, o mercado tem exigido requisitos predominantemente femininos em seus gestores como sensibilidade, percepção aguçada, versatilidade, bom relacionamento interpessoal e afetividade, competências  que permitem que as mulheres identifiquem as necessidades das organizações e as trabalhe da melhor maneira possível.  É um bom sinal, não?

  • (16) 3336 5333
  • |
  • contato@pueridomusararaquara.com.br
  • |
  • Avenida Vespaziano Veiga, 500 - Vila Harmonia
  • |
  • Araraquara - SP
Powered by WSI