Arquivo para fevereiro, 2015

Neste último domingo aconteceu a cerimônia de entrega dos Oscars e a participação de atores e atrizes renderam vários memes. Imagens das celebridades em situações de humor foram divulgadas massivamente pelas redes sociais. São piadas ou até mesmo críticas usando símbolos, imagens ou textos que instantaneamente estão presentes nas timelines de todos os usuários de redes sociais.

Não é de hoje que os memes circulam por ai. Já há algum tempo que eles se espalham e se misturam no vocabulário, no modo de pensar das pessoas e se integram a nossa cultura.

Mas afinal o que é esse tal de meme, como vive, o que faz, como se alimenta e como se reproduz? Parafraseando o já famoso meme do Globo Repórter

Segundo a Wikipédia, os memes são usados para descrever um conceito que se espalha na internet. O termo é uma referência à memética, uma parte da Biologia que estuda a evolução das células e foi usada pela primeira vez no livro “The Selfish Gene” (O Gene Egoísta) por Richard Dawkins, publicado em 1976. Porém, hoje em dia, seu conceito se refere muito mais a uma categoria da cultura das informações.

A Palavra meme é algo que se espalha em proporções geométricas pela internet, semelhante ao viral, já que é espalhado pelos usuários das redes sociais em questão de minutos.

 

Luiza, que está no Canadá – um conceito evolucionista!

De geração em geração os genes são passados ou descartados através da seleção natural, segundo diz o cientista evolucionista Richard Darwkins, em seu livro o “Gene Egoísta”. Mas essa teoria não só ele que diz e, sim, a Teoria da Evolução das Espécies, de um cientista com o nome parecido, Darwin. O DNA cumpre a função de repassar o que deu certo adiante, mas isso não se restringe somente ao código genético e se aplica a cultura. A cultura é o maior feito artificial que o homem construiu e ela é passada de geração em geração, e algumas coisas se perdem com o tempo, assim como os genes.

A palavra meme é derivada da palavra grega mimese que significa imitação, portanto, somos imitadores dos padrões culturais vigentes em determinadas épocas. Então, conceitos como Coca-Cola ou Dolly são considerados memes, pois todos conseguem reconhecê-los.

Não muito distante do conceito científico-evolucionista, os memes que circulam pelas redes são comportamentos culturais e sua ampla divulgação só é possível pela instantaneidade que a internet proporciona.

A primeira aparição dos memes podem ter ocorrido em 1998 por Joshua Schachter no site www.memepool.com, também nos anos 2000 o projeto “Contagius Media Project” fez vários virais que inspirados na teoria do Gene Egoísta, chamaram de memes.

A comunicação, como falada em outros posts do blog, é feita pela interação entre os falantes e, só é realizada através do entendimento da mensagem, queira ela seja de qualquer gênero (ou espécie), o importante é o entendimento. Os memes cumprem essa função e vão muito além do humor.

Quais memes vocês gostaram mais até hoje?

 

Fontes: Revista Tech Tudo – http://glo.bo/1eiymDE

Revista Superinteressante – O DNA das Ideias -  http://abr.ai/1GxUl8m   #oldbutgold

Em 1982, o professor Scott Fahmal propôs em um grupo de discussões online da Universidade Carnegie Melon o uso de caracteres presentes em qualquer teclado para assinalar piadas, a fim de evitar atritos entre os integrantes do fórum. Nasceu assim o primeiro emoticon :)

Depois de mais de 30 anos, os emoticons evoluíram conforme a internet foi tomando proporções que se conhece hoje em dia. É um tipo de linguagem que consegue expressar por escrito a intenção que, sem a voz, ficaria difícil. Situações escritas às vezes não conseguem transportar as intenções do locutor, como por exemplo a ironia.

Com a evolução da internet, as interfaces gráfica também se modificaram, e seu salto foi nos anos 90 com a criação do www ( World Wide Web). Antigamente, só havia um tipo de fonte e uma cor para escrever nos PCs, com os avanços tecnológicos, novas modificações no formato de texto possibilitaram também as mudanças no emoticon. No Japão ele passou por uma transformação intensa, surgindo a partir daí, outra categoria: os emojis.

Com 12 x 12 pixels, os emojis têm o tamanho médio de uma letra e um novo conceito de comunicação. São séries de desenhos que substituem os símbolos do teclado por pequenas imagens e servem para substituir algumas palavras ou expressões no meio da frase. Essa praticidade na comunicação é uma característica da evolução da linguagem.

A linguagem é uma forma do homem se comunicar, se expressar e ela pode ser concebida de diversas formas, não apenas pelas palavras. Segundo a professora Vera Menezes da Universidade Federal de Minas Gerais, “os emojis possibilitam interação eletrônica semelhante à linguagem oral, reduzindo a ausência de outros recursos da conversa (como a entonação)”,

Esse mecanismo ajuda a expressar conceitos mais elaborados como sentimentos, que podem ser traduzidos em símbolos. Neste sentido, o símbolo “<3” assumiu o posto de palavra mais usada em 2014.

A língua é um organismo vivo que se modifica com o tempo, conforme as necessidades de seus falantes, portanto, o uso de emoticons ou emojis somente ampliam as possibilidades de comunicação num ambiente como a internet. Em outras ocasiões a linguagem pede outros tipos de comunicação e assim por diante.

E você usa muito esses símbolos?

UPDATE: na sexta-feira, dia 20/02, saiu a informação que a Coca-Cola registrou uma url com emoji sorridente em Porto Rico http://bit.ly/1zsHhMQ

Para saber mais sobre esse assunto acesse: http://tab.uol.com.br/emoji/


Chegou o Carnaval e com ele toda a folia. São serpentinas, confetes, máscaras e uma infinidade de brincadeiras e diversão.  O que sempre chama atenção nesta época do ano são as fantasias de Carnaval que alegram as ruas com sua originalidade e espontaneidade.

Essa tradição de se fantasiar tem origem europeia, assim como a origem do Carnaval. Muitos foliões aproveitavam essa época para poder se divertir sem serem identificados, ocasião em que muitos da nobreza se misturavam com o povo e todos brincavam nas ruas com liberdade. Na Itália era comum o uso de máscaras e perucas e, ao longo dos anos e de influências culturais, a prática de se fantasiar mudou de ares e sempre surpreende com suas surpresas. Hoje elas são bem mais democráticas e revelam muito da personalidade da pessoa.

Luxuosas, originais, tradicionais ou irreverentes, as fantasias podem ser uma brincadeira bem divertida para fazer nesses dias de Carnaval. E que tal soltar a imaginação é inventar alguma para você? Muitas podem ser confeccionadas em casa mesmo com materiais simples. Além de criar sua própria fantasia, você pode contribuir com a sustentabilidade, usando materiais que iam para descarte.

A inspiração não tem fim, pode usar um desenho, alguma influência ou até mesmo alguma coisa que goste muito ou ache engraçado, o que vale é a imaginação, então mãos à massa!

Alguns materiais fáceis de encontrar em casa podem ser transformados em várias fantasias. Garrafas Pets podem se tornar foguetes ou cilindros de mergulhadores; fronhas podem se tornar vestidos ou batas; camisetas velhas podem virar lindas fantasias, assim como bacias e recipientes de plásticos se transformar em cascos de tartaruga.

Com essas ideias, você estará pronto para a diversão!

Sempre bom lembrar que antes e durante a folia é importante passar protetor solar,  se hidratar, beber muita água e ter cuidado na hora da brincadeira, não descuidando da companhia dos pais ou responsáveis e, se possível, com uma pulseira de identificação. Brinque à vontade mas com responsabilidade!

Com o tema “Vamos criar uma internet melhor juntos”, o Dia da Internet Segura (Safer Internet Day, ou DIS em inglês) é uma ação criada pela Insafe para conscientização do uso seguro e responsável da Internet. Este ano a data será comemorada no dia 10 de Fevereiro e serão feitos eventos em mais de 100 países para se falar dos perigos que cercam a Internet. No Brasil, a data é celebrada desde 2009 pela SaferNet Brasil, instituição sem fins lucrativos, referência nacional contra crimes e violações dos Direitos Humanos na Internet.

A campanha tem como alvo jovens, blogueiros e pais para a promoção de mais conhecimento sobre o campo da internet, através de eventos, palestras e jogos interativos disponíveis no site Dia da Internet Segura 2015.

Navegar é preciso, mas…

Navega-se pela Internet o tempo todo, e muitos acreditam que conhecem muito bem essas águas, contudo, é um ambiente hostil que possui várias armadilhas e podem levar o jovem marujo à deriva.

Cada vez mais a vida digital e real estão interligadas, pode acessar contas bancárias, conversar com pessoas do mundo inteiro, ter acesso a uma infinidade de informações… O Tempo e o Espaço se encurtaram na internet e parece que se pode ser e fazer o que quiser, mas não é bem assim. Todo cuidado é pouco.

Nesse espaço livre, muitos jovens podem se envolver em encrencas se não tomarem o cuidado devido e o que parecia uma brincadeira, vira dor de cabeça para os pais. Com muita informação disponível é importante saber quais são verdadeiras e quais não são. Há inúmeras informações falsas que podem levar ao engano, então quando forem realizar alguma pesquisa escolar, certifique-se sobre a procedência delas.

Outro problema grave é a exposição na rede. Tudo que é publicado na rede se torna público e para sempre, por isso deve-se tomar cuidado ao publicar fotos e dados pessoais, pois podem cair em mãos erradas.

No espaço da internet há inúmeras informações desnecessárias. Há possibilidade de se publicar comentários preconceituosos e motivadores de ódio, denegrir imagens, roubo de identidade, calúnia, difamação, entre muitas coisas. Ainda os crimes digitais são poucos solucionados e, por essa razão, que ações como o Dia da Internet Segura tentam promover a conscientização na população para que crimes como esses diminuam e sejam devidamente punidos.

Dark Side of the Moon

A internet tem seus benefícios e seus malefícios, por isso pais e responsáveis devem se atentar ao que seus filhos acessam e publicam na rede.

Os jovens também devem ter mais responsabilidade no uso da internet, lembrando que tudo que é divulgado é público e estará lá para sempre.

A intenção do Dia da Internet Segura é promover a cidadania, pois mais do que proteger contra crimes de web, o uso responsável do ambiente que se frequenta e pelo conteúdo divulgado no ambiente online é a sua missão. O objetivo é alertar o internauta para a importância de pensar bem antes de publicar conteúdos, nas piadas que curte ou compartilha e na forma como expõe suas informações pessoais.

  • (16) 3336 5333
  • |
  • contato@pueridomusararaquara.com.br
  • |
  • Avenida Vespaziano Veiga, 500 - Vila Harmonia
  • |
  • Araraquara - SP
Powered by WSI