Arquivo para março, 2013

ovos de páscoaNa Páscoa presenteamos as pessoas que gostamos com ovo de chocolate. Esta data é muito esperada para que os doces sejam trocados pelos amigos e familiares. Mas como surgiu a tradição do Ovo de Páscoa?

Vamos começar pela Páscoa. A Páscoa é um evento Cristão, onde os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois da sua morte por crucificação.

Presentear com ovos é uma tradição que existe a pelo menos três mil anos antes de Cristo, porém nesta época não eram ovos de chocolate. A tradição veio dos povos pagão, localizados na Europa Centra e Oriental. Esses povos acreditavam em Deuses e durante todo o inverno pintavam as cascas do ovos vazios. Com o chegada da primavera ofereciam os ovos aos Deuses pedindo proteção.

Com o surgimento do Cristianismo os ovos continuaram a ser usados na Páscoa, porém o significado é de nova vida e ressureição. E a data da Páscoa é sempre próxima ao início da primavera no hemisfério norte.

Alguns países eslavos mantém a tradição de presentear seus familiares com ovos pintados nesta data. São ovos de galinha, pata ou até mesmo de madeira, tudo para simbolizar a Páscoa.

As formas utilizadas para pintar os ovos também possuem um significado, por exemplo: triângulos representam religiosidade, as linhas retas simbolizam a vida eterna  e estrelas significam sucesso.

Os ovos de chocolate surgiram apenas no século XVIII na França, quando os confeiteiros franceses tiveram a ideia de fazer o símbolo da Páscoa com doce. O chocolate havia sido descoberto em 1.500 a.C na região do Golfo do México. Esta região era habitada pelos povos Maias e Astecas, que tinha o chocolate, ou melhor, o cacau, como algo sagrado e precioso.

O coelho da Páscoa surgiu na mesma época, sua imagem foi associada a procriação.

Com o passar do tempo os ovos de chocolate e o coelho da Páscoa continuaram a fazer parte da nossa tradição e cultura, com o intuído de presentear e de simbolizar o renascimento.

folhas caindoComeçou a estação do ano em que a paisagem muda, a coloração se transforma e as folhas caem. O outono chegou com seu vento gelado e com a renovação das árvores.

O outono é a estação que sucede o verão, e tem como características o amarelar das árvores,  queda de temperatura, diminuição da umidade do ar e noites mais longas do que o dia.

Um curiosidade é que no outono inicia-se em datas diferentes no hemisfério norte e no hemisfério sul, e também possui nomes distintos. No hemisfério norte ele é chamado de “Outono Boreal” e tem inicio entre os dias 22 ou 23 de Setembro e termina a 21 ou 22 de Dezembro. Já no hemisfério sul, onde estamos localizados, esta estação recebe o nome de “Outono Austral”, e começa no mês de março, dia 20, e se estende até o mês de junho entre os dias 20 ou 21, quando começa o inverno.

 

Mas porque as folhas caem no outono?

 

A natureza é muito inteligente e a quedas as folhas faz parte de uma estratégia das árvores no outono. Esta estratégia serve para se proteger do frio e reduzir o gasto com energia.

Como os dias são mais curtos no outono e há uma menor incidência de luz solar, as árvores precisam mudar sua características para se manterem vivas. Com menos luz solar a primeira coisa que acontece é parar de produzir clorofila. Por isso, as folhas começam a ficar amareladas.

Com a diminuição da clorofila no outono, as árvores passam a produzir  um hormônio chamado ácido abscísico. Este hormônio se acumula na haste das folhas, matando qualquer célula desta região. Com isso a haste se rompe e as folhas caem.

Sem precisar alimentar as folhas no outono, as árvores podem se manter aquecida neste período de baixas temperaturas.

Esse processo dura até o inverno. Interessante, não é?

carros na escola

 

Araraquara, 18 de março de 2013

Senhores pais,

Nosso objetivo aqui é tratar de um assunto recorrente: O trânsito na porta da Escola. Sabemos tratar-se de um tema ambíguo para nós da Escola. Ao mesmo tempo em que não é da nossa competência, já que socialmente há autoridades e órgãos oficiais diretamente responsáveis por ele, torna-se da nossa competência no sentido educativo e no sentido do exercício de cidadania.
Educativo porque nossos alunos não aprendem apenas na sala de aula, mas também enquanto vivenciam as experiências práticas da vida, inclusive, claro, aquelas que incluem suas chegadas e saídas todos os dias no portão da Escola. Exercício de cidadania quando chegam e saem de carro ou a pé e o fazem em relação a outras pessoas que também usam os mesmos espaços físicos e seguem as mesmas normas estabelecidas coletivamente.

Verificamos algumas ocorrências e juntamente com a Guarda Municipal empreenderemos ações mediante material colhido em observação e apresentado em relatório.

O relatório aponta as seguintes constatações em relação a veículos de familiares e / ou motoristas autorizados por familiares ao chegarem para apanhar nossos alunos:

• Veículos estacionados em faixa de pedestres impedindo travessia de alunos para o outro lado da rua.

• Veículos estacionados em guia rebaixada da Escola.

• Veículos estacionados em guia rebaixada destinada aos cadeirantes.

• Veículos estacionados em cima de redutor de velocidade (quebra-mola).

• Veículos parados em fila dupla.

• Veículos estacionados em local designado para embarque e desembarque de escolares.

O referido profissional municipal do trânsito, oralmente, ainda recomendou a comunicação desses resultados da observação aos pais por parte da Escola e anunciou que, durante os próximos dias, poderá acontecer de enviarem pessoal para orientação in loco.
No que se refere ao seu papel educativo, a Escola comunica que  começará um trabalho de educação de trânsito para seus profissionais e alunos, com orientação e ensino das normas de trânsito da legislação especialmente para locais como a porta de Escola.
Também propõe aos pais interessados uma ação conjunta que possa criar situações práticas de ajuda ao controle do trânsito na porta da Escola. A referida ação envolverá ação conjunta da assessoria pedagógica da Escola, autoridades municipais de trânsito e familiares interessados. Nos próximos dias, profissional da assessoria estará mantendo contato com autoridades municipais para a elaboração do formato da ação.
Assim, pedimos bom senso a todos e obediência às leis de trânsito no que se refere à circulação de veículos na porta da Escola. Sabemos que se tais ocorrerem, as providências educativas poderão seguir um curso mais ameno e ainda evitaremos os riscos que todos estamos correndo ao transitarmos na rua à frente da Escola.

 

Atenciosamente,

A direção

Hoje, dia 15 de março, comemora-se o Dia Mundial dos Direitos dos Consumidores, essa é uma data muito importante, pois ela lembra as empresas de que elas precisam ter comprometimento e respeito por seus consumidores e lembram aos consumidores de que eles precisam saber sobre seus direitos e exigi-los!

Muitas empresas agem de forma abusiva e desrespeitam seus clientes, seja empresas de bens materiais, seja empresas de serviços. Antigamente, em que o acesso à internet era mais restrito e que as redes sociais não tinham tanta força, as empresas agiam de forma mais abusiva e não tinham tantos prejuízos. Mas as coisas mudaram e ainda estão mudando. Hoje em dia o consumidor ganhou mais voz e se alguma empresa age de maneira incorreta, desagradável e não age de acordo com os direitos dos consumidores, a pessoa que se sentiu prejudicada (contando que tenha razão), pode dialogar mais fácil com a empresa, pode criticá-la e mostrar aos seus amigos o que houve de errado. Essa pessoa, usando as redes sociais, por exemplo, pode fazer com que sua queixa tenha uma melhor repercussão, comparada com o que era antigamente.

Nesse dia mundial dos direitos dos consumidores, o Pueri Domus sugere que vocês pensem e reflitam se conhecem seus direitos para poderem exigi-los, se não conhecem corram atrás de conhecer, de se informarem. Usem a internet, usem livros, perguntem a quem sabe. E além dessa reflexão, vocês podem pensar sobre como era a relação empresa-cliente antes de existirem as redes sociais, antes da internet ser mais acessível às pessoas.

Uma reflexão muito importante para se fazer hoje também é sobre consumo e consumismo, vocês podem ser consumidores, mas são consumistas? Qual a diferença entre esses dois conceitos? O que é ser um consumidor com consciência? O que é ser um cidadão que sabe seus direitos e sabe seus deveres? Pensem nisso!

Hoje é dia da mulher, mas o que isso significa? Por que existe um dia da mulher? Hoje é um dia muito especial porque é um dia de recordação, recordação e homenagem àquelas mulheres que foram queimadas vivas porque lutavam por condições de trabalho mais justas, porque lutavam por um mundo mais igualitário, porque lutavam por autonomia e por menos exploração.

O dia internacional da mulher não era para ser uma data meramente comemorativa, não era para somente darem flores às mulheres e desejar os parabéns, esse dia era para ser repleto de confederações e debates, era para dedicarmos um dia a pensar porquê ainda há desigualdade entre homens e mulheres, porque, atualmente, mesmo com todo o discurso de valorização da mulher, elas ainda recebem salários mais baixos do que os homens mesmo desempenhando a mesma função? Por que ainda há violência contra a mulher. Por que elas ainda se sentem resignadas perante a sociedade?

No dia 08 de março, escolhido pela ONU para homenagear as operarias de uma fábrica de tecidos em Nova Iorque, que reivindicaram seus direitos e pagaram com suas vidas sua igualdade ainda não alcançada.

Portanto, alunos, pensem em um mundo sem mulheres. Como ele seria? Como seria um mundo sem as mulheres que trabalham. Será que a economia seria a mesma? Pensem em um mundo sem mães, um mundo sem trabalhadoras, sem guerreiras. Com seria esse mundo? Agora pensem em como seria um mundo em que todos um dia pensaram nisso e se deram conta do valor e da importância que a mulher tem. Será que algo mudaria? Será que se no dia Internacional da Mulher, todas as pessoas realmente refletissem sobre a mulher e a importância que ela tem na sociedade, será que ela seria mais respeitada? Será que o salário dela seria igual ao de um homem? Será que podemos mudar a realidade? Pensem nisso!

A escola Pueri Domus de Araraquara fez essa singela homenagem a todas as mulheres, por esse dia tão especial!

 

escola pueri domus araraquara

Quando paramos para pensar nos grandes feitos da humanidade normalmente os associamos a apenas alguns nomes, como se só tivessem sido possível de serem realizados por causa de algumas poucas pessoas. Nos esquecemos de que grande parte do êxito, das grandes realizações são devidas também a uma equipe que normalmente as pessoas não sabem ou não fazem questão de saber o nome das pessoas que a compõe.

A ciência e o avanço tecnológico são frutos de um conhecimento que é passado por gerações e gerações, todo o conhecimento é coletivo e quando algo renovador acontece só é possível devido ao acúmulo de ensinamentos e observações que os homens vão passando uns aos outros.

Já pararam para pensar que desde o dia em que nascemos, alias desde antes disso, ainda na barriga de nossa mãe, estamos aprendendo coisas? Quanto de nossa formação devemos a outras pessoas? Quanto da nossa educação não devemos a nossos pais, nossos amigos, professores, pessoas ao nosso redor?

O homem seria capaz de avançar, de ampliar os conhecimentos tecnológicos, científicos e até mesmo sobre si mesmo, um conhecimento interior e sobre a sociedade se ele não tivesse acumulado conhecimentos e os saberes de outras pessoas? Seria possível agregar algo à humanidade se o conhecimento fosse individual e não coletivo?

Por questões didáticas muitas vezes não se diz com exatidão quais pessoas, quais situações foram necessárias para a realização dos grandes feitos, aqueles que costumam ser valorizados e ensinados nas escolas. Mas mais do que por questões didáticas não se ensina aos alunos as pessoas e as situações que os grandes nomes que fazem parte da história tiveram contato porque não se sabe quem ou o que possibilitou que algo novo fosse inventado, descoberto.  Sabe-se alguns nomes importantes, algumas teorias fundamentais, alguns fatos que mudaram a história, mas mesmo assim não é possível saber ao certo a quem pertence as grandes ideias, pois elas pertencem à humanidade.

 

  • (16) 3336 5333
  • |
  • contato@pueridomusararaquara.com.br
  • |
  • Avenida Vespaziano Veiga, 500 - Vila Harmonia
  • |
  • Araraquara - SP
Powered by WSI